Contribuição de José Ramos, Divertinauta-mor!

No boteco…
Cezar levanta seu copo de cerveja e brinda:
– Gosto tanto de sexo que eu quero passar o resto da minha vida entre as pernas da minha esposa!
Isto lhe rendeu o prêmio máximo no boteco para o melhor brinde da noite!
Voltou para casa e disse à sua esposa:
– Maria, eu ganhei o prêmio para o “Melhor Brinde da Noite”!
Parabéns! E qual foi o brinde?!
Sem coragem de contar a verdade, ele falou:
– Eu brindei: “Quero passar o resto da minha vida na igreja, sentado ao lado da minha mulher”.
– Puxa, isso foi realmente muito bonito!
No dia seguinte, Maria encontrou um dos amigos de Cezar, que riu furtivamente e disse:
– Sabe, dona Maria, que o Cezar ontem ganhou o prêmio de melhor brinde da noite? E o brinde foi sobre você…
– Sim, ele me contou, fiquei surpresa, pois ele não é muito chegado no assunto. Desde que casamos ele só esteve lá uma vez… Ele custa pra entrar, entra meio contrariado, e a última vez caiu no sono antes da “bênção final”.
Esse tá ferrado no boteco.
Vai mentir pra mulher, vai!…