Conte uma História

A Macarronada

Por 3 de agosto de 2015 Sem Comentários

Até hoje sou um apaixonado por macarronadas, com molhos vermelhos, mas principalmente à bolonhesa. Tive o privilégio de ter uma mãe que fazia o macarrão na mão, e com um molho que hummmmmmmmm, hoje não tem sabor igual, já que mamãe não está mais entre nós, infelizmente!Lembro-me com saudade e alegria de um episódio de minha infância, em que eu só queria comer macarronada. Minha mãe me perguntava:o que quer comer hoje? Macarronada, à bolonhesa. E amanhã? Macarronada, à bolonhesa. E no domingo? Macarronada, à bolonhesa…. ufa!!!Minha mãe jurou que ia fazer todos os dias a dita-cuja, até que eu me enjoasse e pedisse para parar de fazer. Eu chegava da escola todo dia e falava pra minha mãe: o macarrão está pronto? Ela, então, colocava no prato e me servia, até eu me “entupir” da massa e sair da mesa, feliz!

Eu não sabia que estava causando um “stress” na mamãe, depois descobri que ela não aguentava mais fazer macarrão!!!Um belo dia, eu cheguei da escola, fiz a célebre pergunta:” – o macarrão está pronto?” – a Mamãe disse que sim, e quando me sentei para almoçar, ela pegou o prato com macarrão e deu com ele na minha cabeça!!! Só que ela nunca podia imaginar que o prato se partiria em dois, e eu com aquela cara de assustado, e o macarrão, o molho, e o queijo parmesão escorrendo pelo meu rosto, pelos ombros, enchendo o bolso da camisa do uniforme da escola…Levantei-me assustado e fui para o banheiro tomar banho, mas pelo caminho ainda fui saboreando os bocados que estavam na roupa… por sinal, aquela macarronada estava deliciosa! Depois do banho voltei para a cozinha e encontrei a mamãe chorando de remorsos, me pedindo desculpas e me estendendo outro prato pronto, feito com muito carinho. Descobri que macarrão à bolonhesa com remorso, é mais gostoso!!! Beijos mamãe!!!!

Deixe um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.