Fortaleça o seu cérebro com esses exercícios simples, mas muito poderosos!

Quando se fala sobre exercícios, é normal se lembrar de atividades físicas para fortalecimento muscular, como abdominais, flexões, levantamento de peso e a prática de esportes. Porém, além dos benefícios para o corpo, eles também podem melhorar consideravelmente a sua memória. 

O cérebro, principal órgão do sistema nervoso, também pode ser estimulado através dos exercícios para que a memória se desenvolva e, assim, nos lembremos com mais facilidade de todas as coisas do dia a dia.

Vamos conhecer estatísticas que comprovam essa melhoria da memória, bem como alguns exercícios que você pode começar a fazer a partir de hoje!


Os exercícios realmente funcionam para melhorar a memória?

Sim! Vários estudos já foram feitos sobre o assunto e comprovam a eficiência dos exercícios físicos para que a memória seja potencializada. Alguns deles foram os seguintes, com seus respectivos resultados:

  • Um estudo de 2014, divulgado no periódico “Medicine & Science in Sports & Exercise” (MSSE) mostrou que fazer 30 minutos de exercícios em intensidade moderada resultam em uma melhora significativa na memória de curto prazo, que é a capacidade de reter uma pequena quantia de informações na mente por um curto período de tempo, de aproximadamente 20 segundos.

  • Um estudo publicado no periódico “Current Biology” em 2016 mostrou que andar 35 minutos de bicicleta 4 horas depois de aprender um novo conteúdo ajuda a melhorar a memória de longo prazo, que pode durar por alguns dias ou até mesmo décadas.

  • Uma pesquisa de 2011 do “Proceeding of the National Academy of Sciences of the United States of America” (PNAS) concluiu que exercícios de intensidade moderada em adultos saudáveis os ajudou a ganhar um volume de 1% a 2% no hipocampo, área do cérebro que começa a perder volume naturalmente a partir dos 30 anos e é responsável pelas habilidades cognitivas e pela memória.

  • Uma pesquisa publicada em 2011 no periódico “Health Psychology” mostrou que adultos ativos fisicamente tinham uma maior qualidade de sono, o que impacta diretamente na memória, auto-regulação e capacidade cognitiva.


Quais exercícios podem ser feitos para estimular a memória?

Algumas atividades físicas são capazes de melhorar a capacidade da memória, como vimos nas evidências científicas acima, mas certos exercícios mentais são voltados especialmente para a memória e também podem te ajudar.

Portanto, vamos aprender alguns exercícios físicos e outros mentais, todos com o mesmo objetivo, de tornar a sua memória ainda melhor e mais potente!

1 – Andar de bicicleta

A segunda evidência científica que vimos anteriormente mostrou que andar de bicicleta durante 35 minutos pode ajudar a memorizar conteúdos que foram estudados 4 horas atrás. Por isso, o exercício abre a nossa lista.

Andar de bicicleta é um exercício bem prazeroso, onde você pode se locomover mais rapidamente, trabalhar a musculatura das pernas, a capacidade de respiração, a resistência física e também o cérebro.

Você pode escolher o lugar que mais lhe agrada, como parques e espaços com natureza, para pedalar e ter benefícios para o corpo e a mente ao mesmo tempo. Além disso, também é possível usar a bicicleta como meio de transporte sustentável e econômico, seja para ir ao trabalho, à faculdade ou para outros compromissos.


2 – Exercícios de alto impacto

São considerados exercícios de alto impacto aqueles em que é necessário tirar os pés do chão para sua realização, o que consequentemente demanda mais energia. Alguns exemplos são pular, correr, jogar tênis e squash.

De acordo com um estudo publicado em 2007 no “Neurobiology of Learning and Memory”, exercícios de alto impacto fazem com que o cérebro consiga aprender 20% mais rápido, além de ajudar nas memórias de médio e longo prazo.

É importante ressaltar que por esses exercícios demandarem mais força e resistência física, deve-se tomar cuidado com certas condições de saúde. Por isso, é recomendável passar por uma avaliação médica para obter a liberação da prática desses exercícios.


3 – Exercícios moderados

Os exercícios de intensidade moderada são bons para manter o condicionamento físico e a saúde do corpo em dia, além de também aumentarem a capacidade de memorização.

Uma série de estudos já sugeriram que as partes do cérebro que controlam o pensamento e a memória (cortex pré-frontal e cortex temporal medial) têm um maior volume em pessoas que adotam programas de exercícios de intensidade moderada de 6 meses a 1 ano.

Algumas atividades moderadas são caminhadas breves, natação e jardinagem, as quais não são muito intensas, mas mantêm o corpo em movimento e também potencializam a memória.


4 – Exercício de observação dos quatro detalhes

Agora, vamos falar de um exercício especialmente voltado à capacidade de memorização. Embora seja bem simples, é preciso treinar bastante para conseguir ter um bom desempenho.

A atividade consiste de memorizar quatro detalhes de alguma pessoa que encontramos no dia a dia, seja no ônibus, no metrô ou nas ruas. Por exemplo, é possível memorizar que alguém estava de boné azul, camiseta branca, calça preta e tênis preto.

Então, o objetivo é se lembrar desses detalhes posteriormente, como durante a tarde ou a noite. Esse tipo de exercício é chamado de treinamento de memória passiva por alguns cientistas, já que não se utiliza nenhuma técnica específica de memorização.

Com esse exercício, é possível recuperar uma capacidade muitas vezes deixada de lado pelo cérebro: a observação.

Com o passar do tempo, podem ser guardados e lembrados mais detalhes, um maior número de pessoas ou até mesmo as duas coisas, o que condicionará o cérebro a trabalhar constantemente sua capacidade de observação e memorização.


5 – Repetição de palavras

O último exercício é simples, mas cujos resultados podem ser fascinantes. Ele consiste de repetir mentalmente frases ditas por alguém ou que tenham que ser memorizadas por você para que o cérebro consiga fazer isso mais facilmente.

Por exemplo, você pode ter um amigo que lhe diz o seguinte: “Ontem, eu assisti a um filme chamado ‘Homem Aranha’. Ele conta a história de um rapaz que foi picado por uma aranha radioativa e, a partir de então, passou a desenvolver superpoderes, até que começou a combater o crime e ajudar a cidade de Nova York”.

Se você começar a repetir essas palavras com a sua mente, depois de algum tempo, será bem mais fácil se lembrar delas. Consequentemente, a técnica pode ser utilizada para outras finalidades, como se lembrar do nome dos convidados em um evento.

A criação de imagens mentais também pode ajudar a memorizar. Ao lembrar de um rapaz vestido de azul e vermelho, de uma aranha e da Estátua da Liberdade, que fica em Nova York, o cérebro conseguirá se lembrar com muito mais facilidade.

Pratique exercícios e melhore sua capacidade de memorização!

Tanto exercícios físicos quanto mentais são capazes de trazer muito mais poder à sua memória, o que é ótimo para várias ocasiões, seja para recordar de lembranças importantes em sua vida ou de uma matéria da faculdade.

Além disso, quanto mais os exercícios forem realizados, maior será a capacidade de memorização do cérebro. Os resultados poderão ser percebidos em seu dia a dia, e quem for persistente terá um aproveitamento ainda melhor.

Portanto, recorra a uma academia terceira idade, ao ar livre ou mesmo a atividades físicas em sua casa, além dos exercícios mentais, que podem ser feitos em qualquer lugar, e comprove como você terá uma memória ainda mais fortalecida!


Endereços das imagens: https://www.altoastral.com.br/wp-content/uploads/2016/08/cerebro-esteira-ginastica-cerebral-750×500.jpghttp://www.academia24horas.com.br/wp-content/uploads/2017/09/3604.31_24h_PostBlog_1-thegem-blog-default.jpg